Arquivo da categoria ‘Dicas’


Acelere o metabolismo e perca peso com MATCHÁ

terça-feira, 28 de março de 2017

O matcha é um chá verde, originário do Japão e é encontrado na forma de pó, cápsulas e solúvel.

Além de emagrecer, o matcha tem as suas propriedades relacionadas a outros efeitos positivos para o organismo, como a redução dos níveis de colesterol ruim (LDL), na prevenção contra o câncer, no aumento de energia e auxilia na queima de gordura.

Por ter um efeito diurético, o chá matcha contribui com a diminuição da retenção de líquido no organismo, ajudando na perda do excesso e eliminando o inchaço em algumas regiões do corpo.

Quando nos sentimos satisfeitos, é mais difícil que acabemos cedendo às tentações culinárias, e tomar o chá matcha pode contribuir nesse sentido. Isso acontece por conta do antioxidante EGCG (epigalocatequina) que estimula a liberação de um hormônio chamado de CCK (colecistocinina), que, por sua vez, é responsável por encaminhar ao cérebro a informação de que o estômago está cheio. Isso também contribui para a regularização das taxas de açúcar no sangue no nosso organismo.

A bebida ainda possui quantidades cinco vezes maiores que outros tipos de chá verde de L-teanina, um aminoácido que estimula a atividade das ondas alfa no cérebro, que estão ligadas ao relaxamento, à concentração, ao alívio de estresse e até à diminuição da pressão arterial.

O chá ainda contém uma alta quantidade de fibras alimentares, que auxiliam no alívio da constipação e a estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Para os momentos em que uma pessoa precisa de energia e manter o foco e concentração, a bebida é uma ótima opção para substituir o café, que quando consumido excessivamente pode causar dores de cabeça.

Além disso, o uso do chá matcha também é ligado a outros benefícios como o antienvelhecimento, combate a inflamação e oxidação.

Fonte: Portal Medianeira


Dicas para ter um churrasco perfeito!

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

1. Para agradar aos mais variados paladares, diversifique na escolha das carnes. Acrescente às carnes bovinas, linguiça e frango, além de itens como queijo e salada;

2. Na escolha da peça de carne bovina, fique atento ao grau de deposição de gordura intramuscular da carne. Repare na quantidade de fibras brancas entremeadas na peça, ou seja, o marmoreio. Ele é responsável pela variação total da maciez e excelentes resultados sobre o sabor do corte. Quanto mais marmoreio tiver, mais macia a carne será;

3. Entre carne bovina, suína, etc., calcule 500 gramas por pessoa;

4. O verdadeiro churrasco é temperado apenas com sal grosso. Não use temperos, porque tiram o gosto da carne. Além de temperar na medida certa, o sal grosso ajuda a selar a carne enquanto derrete sobre o fogo, evitando que ela perca muito suco e resseque por dentro;

5. Prefira o carvão de eucalipto. Além de segurar a brasa por mais tempo, são mais ecológicos;

6. Para acender o fogo, use sempre álcool em gel. Evite produtos que gerem combustão e que sejam perigosos;

7. Observe a relação entre calor e distância da brasa. Uma forma de medir a temperatura é colocando a mão na altura em que a carne será assada. A temperatura deve ser suportável por sete segundos, o que mostra que a relação entre calor e distância está boa. Tempo de exposição maior mostra que a temperatura está aquém do ideal e tempo menor indica necessidade de aumentar a distância da brasa ou diminuir o calor do fogo;

8. As melhores partes para o churrasco: Picanha / Ancho Premium / Filé Mignon / Alcatra / Maminha / Fraldinha / Ponta de Agulha / Shoulder Steak / Assado de Tira / Costela Premium e Cupim.


Em busca do vinho perfeito: dicas para se tornar um expert!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Adega ou geladeira? Tinto ou branco? 16 dicas para escolher bem seus vinhos e saber como preservá-los.

Champanhe e espumante é a mesma coisa? Posso guardar o vinho na geladeira? Por que alguns vinhos vêm com tampa e não com rolha?

Tomar vinho é uma arte, e os especialistas que trabalham com sua produção ou degustação sabem que cada pequeno detalhe interfere no sabor e na qualidade da bebida. Muitas pessoas que a apreciam, no entanto, sabem pouco desses detalhes.

É por isso o sommelier Guilherme Grando, diretor comercial da Villaggio Grando, vinícola localizada na cidade de Água Doce, em Santa Catarina, resolveu algumas das principais dúvidas dos “iniciantes” e respondê-las. Veja abaixo!

1. Aquela bombinha para tirar o ar do vinho, depois de aberto, realmente funciona?
Sim. É uma excelente opção para quem gosta de tomar vinho todos os dias, mas que não toma a garrafa inteira. A bombinha tira o oxigênio da garrafa quase que por completo, evitando o processo de oxidação e mantendo o vinho bom pelo período de 2 a 3 dias. É claro que a cada dia que passa a qualidade da bebida se perde, mas a bombinha ainda é a opção mais viável e barata para quem quer guardar a garrafa aberta.

2. Depois de aberto, quando tempo o vinho dura na geladeira?
A dica é não armazenar a bebida na geladeira, com exceção dos vinhos brancos. Ao gelar o vinho, você está modificando a sensação dos taninos e a acidez da bebida, por exemplo. Para os tintos, isso é bem prejudicial no paladar. A ideia é manter o vinho na adega ou em locais frescos e sem a luz do sol.

3. Qual a temperatura ideal para servir vinho e espumante?
Depende do corpo do vinho, do teor alcoólico, entre outras características. De forma genérica, os brancos e espumantes devem ser resfriados na geladeira e os tintos precisam estar entre 16 e 18 graus. Mas lembre-se de não deixar os espumantes e brancos tão gelados para não se perder alguns de seus aromas e sabores – para isto, o ideal é uma temperatura de pelo menos 6º C.

4. Para que serve um decanter?
Na teoria, a função é deixar os vinhos mais velhos ou sem filtração, para que decante os sedimentos que contêm no líquido. No entanto, ele costuma ser utilizado para arejar os vinhos, fazendo com que se abram os aromas e sabores, provocando uma rápida oxidação em contato com o ar. Isso faz com que o vinho mostre de forma mais rápida algumas características que só seriam possíveis com o passar do tempo. Mas é importante saber que não é a mesma coisa do que deixar a garrafa envelhecer na adega.

5. Qual é a função do corta-gotas?
Essa foi um ótima invenção para não sujar toalhas e roupas! O corta gotas proporciona um melhor fluxo do líquido e impede que ele pingue ao final de cada taça servida. É um objeto muito funcional.

6. Por que manter o vinho deitado e o espumante em pé?
Ambos devem ficar deitados. A rolha precisa estar sempre em contato com o líquido para não fique ressecada e, assim, evita a entrada de ar, a oxidação do produto e até mesmo o vazamento da bebida.

7. Espumantes tem prazo de guarda? Ou devo comprar sempre a safra mais atual?
Depende do processo no qual foi produzido. A maioria dos espumantes é feito para consumo rápido. No entanto, alguns são feitos pelo método “champenoise”, podendo evoluir e melhorar muito ao longo dos anos. É sempre bom ler os rótulos.

8. Para guardar vinhos, é preciso ter uma adega em casa? Quais as condições mínimas?
Uma adega é a condição ideal de umidade e calor para armazenar vinhos. Mas, se você não tiver uma adega, não se preocupe. Procure um local fresco e sem luz do sol. Lembre-se que a principal condição é não ter variações grandes de temperatura, como é o caso das cozinhas, por exemplo.

9. Como saber se as “bolhinhas” do espumante são CO2 ou provenientes de um processo natural?
Quando as leveduras se alimentam do açúcar natural da uva, elas são transformadas em álcool, calor e gás carbônico. É esse gás que chamamos de “perlage” ou “borbulha” dos espumantes. Geralmente, quando estamos apreciando um espumante bem elaborado, sua perlage é fina, intensa e contínua, diferente de uma borbulha larga de gás injetado, como em refrigerantes, por exemplo.

10. A adição de gás carbônico ou de açúcar pode fazer mal à saúde?
Estes processos tiram a naturalidade do produto e comprometem a qualidade final da bebida.

11. O que muda entre frisante, asti, espumante e champagne?
O frisante é um vinho com certa quantidade de gás, muita vezes injetado. O asti é, na realidade, um processo em que se fermenta em autoclave o mosto, produzindo em único processo o vinho espumante. Já o espumante é quando fazemos primeiramente o vinho base e, depois, a espumatização, que pode ser feita em autoclave (método charmat) ou na garrafa (método champenoise ou tradicional). Já o champagne é o termo que usamos para os espumantes feitos em método champenoise dentro da região demarcada de Champagne, na França, com as uvas chardonnay, pinot noir e pinot meunier.

12. Qual a diferença entre icewine e late harvest?
O icewine é produzido a partir de uvas congeladas pela neve em temperatura e condições climáticas pré-determinadas. Apenas congelar as uvas para depois vinificá-las não faz de um vinho um icewine. As duas regiões mais famosas por essa bebida são Alemanha e Canadá. Já o Late Harvest, ou Colheita Tardia, pode ser feito sob vários métodos e em diferentes regiões propícias. Sua principal característica é que é feito com uvas deixadas nos vinhedos para supermaturação. São uvas colhidas geralmente em processo de pacificação, concentrando assim sua doçura, corpo e aromas.

13. É verdade que os brancos não são vinhos de guarda?
Geralmente sim. A maioria das regiões do mundo não consegue produzir vinhos brancos com características que o permitam evoluir. Porém, algumas vinícolas tem exemplares feito há vários anos e que melhoram com a idade.

14. Por que a altitude é boa para os vinhos?
É ela que determina e cria as condições climáticas que favorecem o cultivo. Os fatores que fazem do local um grande e potencial terroir para uvas, são a amplitude térmica, os invernos rigorosos e os verões quentes, sem chuva em épocas de colheita.

15. O que faz com que uma safra seja boa?
Precisamos de invernos rigorosos, verões quentes e secos e chuvas fora da época de maturação. A safra precisa de um ciclo de estações bem definidas e quase perfeitas.

16. O que é melhor: rolha ou screwcap?
Dizem que o enólogo avalia seu vinho pela rolha. Se não se economiza na rolha é porque o vinho merece. A rolha de cortiça permite a evolução e micro-oxigeranação para que o vinho possa melhorar com o tempo. Já o screwcap deixa o vinho totalmente vedado. No que se refere à vedação, o segundo é melhor. Mesmo assim, ainda preferimos a rolha, sem dúvidas.

Fonte: Consumidor Moderno


Receita: Churrasco sem churrasqueira!

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ingredientes

Carvão:
Galhos de tomilho
1 linguiça toscana sem pele cortada em pedaços
Álcool
3 bifes de contrafilé com 2 cm de altura e temperados com sal grosso a gosto

Maionese Vinagrete
1 ovo
100g de extrato de tomate
1 cebola grande picada
1 pimentão verde sem sementes picado (80g)
1 pitada de açúcar
Sal a gosto
150ml de óleo

Mode de preparo

1- Forre apenas um lado de uma assadeira redonda com papel alumínio, prendendo a sobra do papel na borda da assadeira. Faça como se fosse uma cama de papel alumínio.

2- Em cima do papel faça uma camada com pedaços de carvão, depois uma camada com ramos de tomilho e pedaços pequenos de linguiça toscana e/ ou gordura da picanha. Faça mais uma camada de carvão e para finalizar, coloque mais alguns pedaços pequenos de linguiça e/ ou gordura sem deixar cair para a metade limpa da assadeira.

3- Em seguida, regue o carvão com um pouco de álcool e espere alguns segundos para o carvão absorver o álcool. Com cuidado, risque um fósforo e jogue-o aceso sobre o carvão. Deixe queimar até formar uma brasa (aprox. 10 minutos). Ligue o fogão e coloque a assadeira em brasa no fogão aceso.

4- Em uma frigideira com óleo, coloque os bifes temperados com sal grosso a gosto e doure os bifes dos dois lados.

5- Transfira os bifes para a assadeira (ainda em brasa). Coloque-os do lado da assadeira que não possui carvão (não sobre o carvão) e tampe a assadeira com a frigideira por 1 minuto.

6- Desligue o fogo do fogão. Retire os bifes e sirva em seguida.

Observação: Caso queria repetir este processo, coloque um pouco mais de tomilho e pedaços de linguiça no carvão usado e ateie fogo novamente.

Maionese Vinagrete

1- Em um liquidificador, coloque ovo, extrato de tomate, cebola grande picada, pimentão verde sem sementes picado, pitada de açúcar e sal a gosto. Bata bem até ficar uma mistura homogênea.

2- Com o liquidificador ainda ligado, adicione 150ml de óleo em fio. Deixe bater até ficar cremoso e encorpado (consistência de maionese). Desligue o liquidificador.

3- Coloque a maionese de pimentão em uma tigela e leve a geladeira para gelar. Sirva em seguida.

 

Obervações:

Observação: Se desejar, faça com pimentão assado. Leve o pimentão ao forno médio a 180°C até murchar. Com uma faca retire a pele e as sementes.

Rendimento: 3 porções.

Fonte: Ana Maria


Deixar o quarto do bebê cheiroso sem riscos? 5 dicas de limpeza

terça-feira, 07 de fevereiro de 2017

Cuidar da limpeza e assepsia do quarto do bebê exige atenção para não intoxicar ou causar qualquer reação adversa nos recém-nascidos. Inclusive, o odor dos produtos químicos utilizados na limpeza pode provocar reações alérgicas no organismo em desenvolvimento dos bebês.

Quando for limpar o quarto do bebê, lembre-se de que a utilização de produtos neutros, apenas água e álcool já são suficientes para garantir que o ambiente fique adequadamente higienizado e seguro para a criança. A seguir, conheça outras dicas de limpeza.

aquecer-berco-bebe-1016-1696x1131

Como limpar quarto de recém-nascido?

1. Leve o bebê para longe da faxina
No momento em que for limpar o quarto do bebê, procure colocá-lo em outro cômodo da casa. Se o pai e a mãe estiverem em casa no momento da faxina, combinem quem ficará com o pequeno e quem vai tomar conta da limpeza.

2. Use o aspirador de pó com frequência
Passar a vassoura no quarto do bebê não é recomendado, pois pode levantar poeira em excesso. O mais indicado é usar o aspirador de pó diariamente e, pelo menos uma vez por semana, fazer uma faxina mais completa. Use o aspirador nas cortinas, estofados, almofadas, bichos de pelúcia, no colchão e outros locais em que pode haver acúmulo de poeira.

3. Troque as roupas de cama sempre
Pelo menos, uma vez por semana as roupas de cama do bebê devem ser trocadas. Para a limpeza de lençóis, fronhas, edredons e cobertores, vale a mesma dica aplicada aos produtos de limpeza: evite fazer uso de substâncias com cheiro muito forte para evitar reações alérgicas.

pano-chao-limpeza_2

4. Mantenha o local arejado
Manter o quarto constantemente bem ventilado e garantir a entrada de luz natural é essencial para evitar a proliferação de ácaros e fungos. Se deixar a janela aberta for um risco para a segurança do bebê, procure janelas que tenham vidro, ou instale telas e grades de proteção para que o local nunca deixe de estar arejado.

5. Adote poucos detalhes de decoração
Crianças adoram brinquedos e são apaixonadas por bonecos, bolas, carrinhos e bichinhos de pelúcia quando estão um pouco mais grandinhos. Enquanto bebê, o quarto do seu filho não precisa ser cheio de adereços e penduricalhos que só acumulam poeira e dificultam a limpeza. Busque manter o quarto do seu filho organizado e com o mínimo de itens possível.


Dicas criativas de decoração de pratos para o Natal

segunda-feira, 05 de dezembro de 2016

Na hora de montar a mesa de Natal todo detalhe faz uma enorme diferença. Reunimos algumas dicas para você transformar a sua mesa e fazer um banquete digno da época mais gostosa do ano.

– Árvore de Natal com brócolis e estrela de ovos.

prato-vegetais-natal

– Árvore de Natal de vegetais em 3 dimensões.

decoracao-de-pratos-bandejas-de-alimentos-para-natal-arvore-brocolis-3d

– Mini-árvores com fatias de Queijo

decoracao-de-pratos-bandejas-de-alimentos-para-natal-arvores-3d-queijo

– Boneco de Neve com Vegetais

decoracao-de-pratos-bandejas-de-alimentos-para-natal-salada-frozen

– Árvore de Frios

decoracao-de-pratos-bandejas-de-alimentos-para-natal-arvore-frios

– Árvore de Frutas

decoracao-de-pratos-bandejas-de-alimentos-para-natal-arvore-frutas

 

E por último uma dica para dispor os guardanapos de forma criativa:

decoracao-de-natal-faca-voce-mesmo5_1-23

 

Fonte: Pinterest


Jejum pela manhã engorda?

quarta-feira, 09 de novembro de 2016

Pesquisas comprovam a importância da primeira refeição na manutenção de uma vida saudável.

croissants, coffee cup, flower in romantic style

Apesar das frases “Não saia de casa sem comer” ou “Não esqueça o café da manhã” serem mais da sabedoria popular do que científica, já é comprovado que pular a primeira refeição do dia pode trazer prejuízos para a saúde. Os especialistas são unânimes: não comer nada ao acordar faz com que a pessoa exagere nas refeições seguintes, facilitando o ganho de peso. Pesquisa da Universidade de Minnesota (EUA) com 2.200 adolescentes mostrou que o grupo que consumia o café da manhã mantinha uma dieta saudável e era mais ativo fisicamente, em comparação ao que ficou sem a refeição.Outro estudo, publicado no International Journal Of Obesity, traz uma conclusão polêmica: um desjejum com alimentos mais gordurosos pode facilitar a queima de calorias no resto do dia, já que o metabolismo, recebendo esses alimentos, ficaria “programado” para gastar mais gordura. “Um pouco de gordura ajuda a deixar o açúcar mais estável”, diz a chefe do Departamento de Nutrição da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Regina Maria Vilela.

Mas o benefício só vale quando não há exageros. A refeição ideal para um café da manhã saudável, segundo a nutricionista, é composto por uma fruta, uma fonte de proteína (como leite, ovo mexido ou bebida de soja), outra de carboidrato integral (pão ou cereais) e um pouco de gordura (como a manteiga no pão, por exemplo).

A regra é seguida à risca pela advogada Renata Bertolini Bra­ga. Há quatro anos, ela modificou os hábitos alimentares e nunca sai de casa sem tomar café da manhã. Quando está muito atrasada, prepara um lanche em casa (geralmente, iogurte com granola e mamão) e leva para o escritório. Ela também faz refeições com menos quantidade de comida e come várias vezes ao dia, para manter o metabolismo acelerado e não ter falta de concentração no trabalho.

Para aprender a se alimentar melhor, Renata consultou nutricionistas e leu muito em revistas especializadas e na internet. “Nunca compro lanche fora de casa e tomo café da manhã na padaria, no máximo, nos fins de semana. O fato de eu já ter morado em uma cidade de praia (Florianópolis, SC), impulsionou os cuidados.”

mesa-de-cafe-da-manha-com-frutas-paes-sucos-bolos-e-iogurt

Comer doces logo pela manhã ou ingerir apenas o café preto em jejum não é indicado. “A absorção do alimento muito doce é rápida e faz sentir fome logo. Só o café estimula a acidez no estômago, que pode causar queimação e dores”, explica a nutricionista da Paraná Clínicas Dagmárcia Tumeo.

Regina Vilela lembra que a falta de energia logo pela manhã afeta o rendimento físico (a pessoa fica com uma sensação de “moleza”) e mental (como o mau humor). “A falta de energia prejudica a atividade cerebral. A pessoa tende a ficar desconcentrada e até com dor de cabeça.” Algumas pessoas podem desenvolver um quadro de hipoglicemia, levando a mal-estar ou desmaio.

A coordenadora da Clínica de Nutrição da PUCPR, Louise Saliba, salienta que pular o café da manhã engorda, por mais que não se tenha consumido calorias naquele período. “Tudo que a pessoa não ingeriu de manhã vai para os outros períodos. Ou seja, ela vai ter uma fome além da esperada e exagerar nas próximas refeições.”

Regina Vilela, da UFPR, explica que, ao acordar, o metabolismo sai do estado de repouso e se altera, pedindo energias para as primeiras atividades rotineiras. “Muita gente acha que, não comendo de manhã, há perda de peso. E isso é uma armadilha. Depois de algumas horas, as reservas de açúcar e energia no sangue caem, e a sensação de fome é muito grande. E aí, a pessoa come a primeira coisa que vê, geralmente nada saudável.”

Jejum

Quem sente enjoo pela manhã e, por isso, deixa de se alimentar, pode estar colaborando para que o sintoma piore. O sintoma é causa, na maioria das vezes, justamente por conta de um longo período sem comer. “Outra hipótese é ter realizado uma refeição pesada muito tarde no dia anterior”, diz Dagmárcia.

Para quem tem preguiça de acordar mais cedo, a nutricionista orienta deixar a mesa arrumada na noite anterior ou comer algo que não precise de preparo, como um copo de leite, iogurte ou uma fruta. “Vai ajudar a não sair sem comer nada. O café da manhã é uma mudança de hábito, e deve ser incorporado ao dia a dia.”

Fonte: Gazeta do Povo


Decoração em casa: cores para afastar o estresse e relaxar!

quinta-feira, 03 de novembro de 2016

Os tons certos são capazes de tranquilizar a mente e acalmar o corpo.

Classical bedroom interior. 3d render.

Classical bedroom interior. 3d render.

O dia de trabalho foi estressante, as horas presa no trânsito deixaram você pra lá de irritada e a lista de coisas para fazer só aumenta… Quem é que não quer (e precisa!) desligar um pouco da correria, não é mesmo? A boa notícia é que relaxar é mais fácil do que parece – dá para mandar o stress para bem longe sem muito esforço. Uma dica é apostar nas cores certas para melhorar o seu humor, ficar mais calma e aproveitar aquele descanso merecido. E não estamos falando dos tons das suas roupas, não! Pintar a sua casa com as cores certas pode fazer do seu lar o lugar mais zen do mundo.

O ideal é colorir as paredes com tons específicos para deixar o ambiente mais agradável, mas se isso parece muito trabalho, saiba que é possível adaptar a técnica. Invista em cortinas, colchas, quadros, móveis e até itens de decoração coloridos. Mas lembre-se: nada de tonalidades fortes. O certo é optar por nuances suaves e neutras. Confira abaixo como cada cor pode ajudá-la a relaxar:

Azul

Tem efeito calmante e ajuda a reduzir a tensão de um dia corrido. É geralmente usada nos quartos, pois induz o sono.

Lavanda

Imagine um campo de lavanda. Pois é… A cor traz uma sensação de equilíbrio e paz para a mente.

Rosa

Apesar de muito utilizado em quartos de criança, o tom certo de rosa pode ser aplicado em qualquer lugar para suavizar a energia do local e deixar o ambiente mais ameno.

Verde

Simboliza a natureza, trazendo frescor para o espaço. O verde remete a parques e carrega com ele um grande potencial de relaxamento.

Cinza

Tem o poder de deixar o ambiente mais calmo e tranquilo. Por ser uma cor neutra, vai bem em qualquer espaço: desde o escritório até a cozinha.


Ideias baratas para organizar a cozinha

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Depois da sala, a cozinha é o lugar mais sociável da casa. Por isso, é importante que ela esteja sempre limpa e organizada. Confira algumas ideias baratas e fáceis de fazer que vão transformá-la em um ambiente mais bonito e acolhedor.

Pinte os móveis
Laca, Esmalte Látex ou Acrílica PVA, Esmalte ou até em Spray. Uma tinta faz milagres por um móvel já desgastado pelo tempo. Lembre-se de fazer o preparo do material: lixar, limpar, reparar e só então pintar.

cozinha

A partir de R$130 é possível comprar um balde grande o suficiente (18l) para cobrir os armários de uma cozinha tamanho normal. Para móveis menores, uma tinta spray sai a partir de R$20 por 400ml.

carretel

pintura7
Pinte os azulejos
Sim, existem tintas específicas para azulejos. Elas podem deixar os relevos do rejunte e do azulejo em si aparentes ou aplanar as paredes por completo. Criando um filme que protege e dá cor às peças, as tintas são bastante resistentes e podem ser lavadas normalmente. Mas convém, mesmo após a secagem, evitar o uso de produtos muito abrasivos, esponjas de aço ou escovas grossas.
azulejo

A partir de R$130 reais você encontra latas de tintas époxi que vão dar nova cara a sua cozinha.

azulejoo

 

Adesive os azulejos
Outra alternativa para transformar os azulejos são os adesivos laváveis. Retrôs, coloridos, ou p&b eles dão um charme todo especial à cozinha. Vale usar na parede inteira ou apenas uma faixa. O preço médio é R$79 cada kit com 24 unidades.
adesivdeazut

 

adesivo-de-azulejo-colonia-colors_1

 

Redecore com objetos
Não só grandes reformas que transformam uma cozinha. Você pode adicionar mais charme ao cômodo expondo seus temperos em potes personalizados com tinta lousa (A partir de R$7 por 37ml) ou cartolina (exemplo da foto), ou ainda transformar latas com uso de ráfia e corda sisal, encontradas em lojas de armarinhos. Assim você tem tudo à mão de forma bonita e funcional!

potes-2

potes


10 dicas de limpeza para evitar as alergias dentro de casa

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

As alergias estão presentes na vida de muitos brasileiros e diversos fatores podem desencadeá-las: alterações climáticas, estresse, sedentarismo e o contato direto com micro-organismos alérgenos presentes em toda parte, como ácaros, fungos e mofo.

alergia-outono

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, 35% da população brasileira possui algum tipo de alergia respiratória, entre elas: rinites, bronquites, sinusites e faringites. O inverno é a época em que aumenta o número dessas doenças respiratórias, por causa dos ambientes fechados e o clima seco e frio.

O tratamento das alergias deve ser baseado no controle alimentar, em vacinas e remédios e no cuidado diário com o ambiente doméstico, para eliminar qualquer produto ou atitude que possa gerar a doença.

As alergias trazem tosse, espirros, coçam, e até podem dificultar a respiração das pessoas. Os causadores delas: ácaros, poeira, mofo e fungos estão presentes em toda parte, principalmente dentro de casa. Para evitá-los, determinadas mudanças nos hábitos de limpeza, na arrumação e faxina do lar são fundamentais para um ambiente mais saudável para toda a família.

Os quartos são os cômodos que precisam de mais atenção por causa da quantidade de horas que as pessoas passam dentro deles. Especialmente a cama, que apresenta condições perfeitas para o desenvolvimento de colônias de ácaros, fungos e mofo.

Para manter sua casa arrumada e livre desses micro-organismos causadores das alergias, confira as 10 dicas simples que separamos para você:

-Evite o uso de vassouras, prefira o aspirador de pó e panos úmidos;

-Troque produtos químicos de odor intenso por detergentes biodegradáveis ou álcool;

-Elimine os amaciantes de roupa e sabão em pó comum, substitua-os pelo sabão de coco líquido, em pó ou em barra;

-Acabe com o acúmulo de jornais e revistas;

-Deixe os cômodos bem arejados;

-Evite irritantes respiratórios: tintas, ceras, removedores e produtos químicos com cheiro forte;

-Elimine ao máximo fumaça de cigarro;

-Substitua as cortinas de pano por persianas;

-Troque os travesseiros de pena ou de pluma, eles são ricos em queratina que é o alimento preferido dos ácaros;

-Elimine carpetes, tapetes e bichos de pelúcia.



Center Pão I - Av. Mestra Fininha, 1252 - Jd. São Luiz - 3212.2661

Center Pão II - Av. João XXIII,990, Lj 2 - Edgar Pereira - 3223.6990

Center Pão III - Av. José Corrêa Machado, 580 - Todos os Santos - 3216.8987

Center Pão IV - Av. Donato Quintino, 145 - Cidade Nova - 3214.6717

Center Pão V - Av. Cula Mangabeira, 557 - Vila Guilhermina - 3222.6363