Arquivo da categoria ‘Organização’


Ideias baratas para organizar a cozinha

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Depois da sala, a cozinha é o lugar mais sociável da casa. Por isso, é importante que ela esteja sempre limpa e organizada. Confira algumas ideias baratas e fáceis de fazer que vão transformá-la em um ambiente mais bonito e acolhedor.

Pinte os móveis
Laca, Esmalte Látex ou Acrílica PVA, Esmalte ou até em Spray. Uma tinta faz milagres por um móvel já desgastado pelo tempo. Lembre-se de fazer o preparo do material: lixar, limpar, reparar e só então pintar.

cozinha

A partir de R$130 é possível comprar um balde grande o suficiente (18l) para cobrir os armários de uma cozinha tamanho normal. Para móveis menores, uma tinta spray sai a partir de R$20 por 400ml.

carretel

pintura7
Pinte os azulejos
Sim, existem tintas específicas para azulejos. Elas podem deixar os relevos do rejunte e do azulejo em si aparentes ou aplanar as paredes por completo. Criando um filme que protege e dá cor às peças, as tintas são bastante resistentes e podem ser lavadas normalmente. Mas convém, mesmo após a secagem, evitar o uso de produtos muito abrasivos, esponjas de aço ou escovas grossas.
azulejo

A partir de R$130 reais você encontra latas de tintas époxi que vão dar nova cara a sua cozinha.

azulejoo

 

Adesive os azulejos
Outra alternativa para transformar os azulejos são os adesivos laváveis. Retrôs, coloridos, ou p&b eles dão um charme todo especial à cozinha. Vale usar na parede inteira ou apenas uma faixa. O preço médio é R$79 cada kit com 24 unidades.
adesivdeazut

 

adesivo-de-azulejo-colonia-colors_1

 

Redecore com objetos
Não só grandes reformas que transformam uma cozinha. Você pode adicionar mais charme ao cômodo expondo seus temperos em potes personalizados com tinta lousa (A partir de R$7 por 37ml) ou cartolina (exemplo da foto), ou ainda transformar latas com uso de ráfia e corda sisal, encontradas em lojas de armarinhos. Assim você tem tudo à mão de forma bonita e funcional!

potes-2

potes


Dicas que vão facilitar a sua vida na cozinha

terça-feira, 13 de setembro de 2016

mulher-na-cozinha-13306

Arroz mais soltinho

1. Use água quente no preparo, pois a fria retarda o cozimento.

2. Adicione algumas gotas de suco de limão para que o arroz fique leve e solto.

3. O tipo agulhinha pede duas partes de água para cada parte de arroz.

4. Para que a água não transborde da panela, adicione um pedacinho de manteiga ao cozimento.

Feijão maravilha

1. Para engrossar o caldo, retire uma concha do feijão cozido e amasse os grãos. Retorne à panela e deixe no fogo por mais alguns minutos.

2. Quer que ele cozinhe rapidamente, mantendo a cor e a textura? Então ferva os grãos por cinco minutos em água abundante, troque a água e termine o cozimento.

Carnes suculentas

1. Amacie a carne de panela: acrescente 1 col. (café) de fermento em pó no cozimento.

2. Frite os bifes em fogo alto para que fiquem suculentos.

3. Tempere qualquer carne com sal somente na hora de servi-la. Isso ajuda a conservar o caldo e a maciez do corte.

Frango saboroso

1. Para tirar o cheiro forte, lave o frango com água, esfregue suco de limão ou vinagre e, em seguida, enxágue.

2. Antes de levar ao forno, pincele toda a superfície com manteiga ou margarina, para evitar que a carne resseque.

Macarrão no ponto

1. Use 5 litros de água para cozinhar 500 gramas de massa. Quando a água ferver, acrescente uma colher (sopa) de sal. Guarde o óleo para as massas frescas.

2. Fios longos devem ser colocados inteiros na panela e dobrados, sem quebrar, com a ajuda de uma colher. Mexa com um garfo logo no início e, de vez em quando, durante o cozimento.

3. Preste atenção no ponto, que deve ser al dente (cozido, mas resistente à mordida). Não confie na indicação da embalagem: vá experimentando a massa.

4. Para que ela não grude, escorra a água assim que tirar do fogo, coloque em uma travessa e distribua o molho.

Verduras e legumes coloridos

1. Quer manter a cor dos legumes e verduras? Cozinhe-os no vapor, assim eles também conservam seus nutrientes e seu sabor.


5 ideias para organizar as gavetas e otimizar o espaço

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Alguns truques para arrumar seus armários e manter tudo no lugar! Confira

TALHERES

como-organizar-gavetas

Na cozinha, separe os talheres por tamanho e tipo em organizadores específicos.

PANELAS

como-organizar-gavetas_6

Prefira guardar as panelas separadas das tampas para otimizar o seu espaço. Disponha uma dentro da outra para diminuir o volume das peças.

PRATOS E VASILHAS

como-organizar-gavetas_8

Os pratos também podem ser colocados em gavetas. Apenas certifique-se de usar apoios laterais para evitar que deslizem.

BRINQUEDOS

como-organizar-gavetas_7

Os brinquedos devem ser separados por tipo: livros, pelúcias, blocos de montar, carrinhos… Assim, a criança consegue aprender onde colocar cada item e as gavetas ficam sempre arrumadas.

ROUPAS DE CAMA

como-organizar-gavetas_12

Para as roupas de cama, compre embalagens transparentes e guarde tudo já dobrado. O truque ajuda a compactar os itens e aproveitar melhor o espaço disponível.


Roupas pretas precisam de cuidados específicos para não mancharem

terça-feira, 26 de maio de 2015

Lavar à mão e evitar sabão em pó são algumas dicas de especialista.

roupa-preta-cuidados

As roupas pretas são verdadeiros coringas, pois são fáceis de combinar e ainda passam a impressão de afinar o corpo. Por isso elas são presenças certas no guarda-roupa de toda mulher. “Mas é preciso saber cuidar da forma correta para conservar essas peças-chave”, afirma Kátia Spinola, sócia da e-commerce Le Marché Chic.

Veja algumas dicas importantes:

– Utilize desodorantes específicos para roupas pretas. Isso ajuda a evitar aquelas manchas indesejáveis nas axilas. E lembre-se de sempre esperar secar antes de vestir sua peça.

– Nunca use sabão em pó. Opte pelos sabões líquidos e em pequenas quantidades. Se você utilizar o sabão em pó, poderá ter a desagradável surpresa de tirar sua roupa limpinha da máquina de lavar com manchas brancas.

– Se tiver tempo, vale a pena largar a comodidade da máquina e lavá-las na mão. O atrito causado pela lavadora retira parte do pigmento das roupas, além de provocar o surgimento de bolinhas em alguns tecidos. Não se esqueça de separar peças claras das escuras na hora de lavar e seque sempre à sombra, pois o sol também pode desbotar as roupas.

– Evite pregadores de roupa, que podem causar marcas indesejáveis nas pontas de suas peças favoritas, que podem até não sair mais. Apenas coloque a peça do avesso sobre o varal, sem pregadores.

– Se mesmo tomando todos os cuidados os temidos pelinhos aparecerem, o truque usado tanto por lojas quanto por estilistas é, se a peça não for de tecido fino, enrolar um pedaço de fita adesiva larga na mão com o lado adesivo virado para fora e ir deslizando ao longo da peça.

FONTE: Bolsa de Mulher


10 maiores erros ao passar roupa

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Personal organizer lista erros comuns das mulheres com suas roupas.

passarroupa_shutterstock

Cuidar das peças do seu guarda-roupa é essencial para tê-las sempre bonitas e prontas para qualquer ocasião. Um desses cuidados deve ser tomado no momento de passar as blusas, saias e calças. É preciso ter atenção, já que qualquer deslize pode estragar sua roupa.

Para ajudar nessa missão, conversamos com a personal organizer Cecília Monteiro, que listou os 10 principais erros que cometemos com o ferro de passar nas mãos.

Conheça os 10 erros mais comuns na hora de passar roupa

1) Passar roupa preta e de cetim sem ser do lado avesso – Se passarmos do lado certo, a roupa preta pode ficar com manchas, brilho e pelos. Já a de cetim pode ficar marcada e encher o ferro de brilho.

2) Queimar as estampas das peças – O ideal é passar as estampas também do lado avesso, pois muitas são emborrachadas e a temperatura do ferro danifica o material.

3) Fazer vinco em calças jeans – O modo de dobrar diz tudo. As peças devem ser dobradas seguindo a costura lateral das calças, desta forma, não haverá o vinco.

4) Passar a parte de fora dos colarinhos e punhos das camisas primeiro – Passando o lado de dentro primeiro, facilita que os enrugados desapareçam com mais facilidade.

5) Passar o ferro em cima dos botões das camisas – Passar o ferro diretamente sobre os botões pode fazer com que eles caiam. O correto é abrir a camisa e passar a parte dos botões pelo lado avesso da peça.

6) Não conseguir controlar a temperatura do ferro – Cada ferro tem sua indicação. É sempre importante verificarmos cada temperatura para não danificarmos as peças de diferentes tecidos.

7) Deixar o lençol de elástico amarrotado e arrastando no chão – O correto é dobrar os lençóis em quatro partes e ir passando lado por lado.

8) Passar roupas na cama, ao invés de usar a tábua – A cama não tem uma superfície dura para passar a roupa. Sendo assim, não há possibilidades de a peça ficar bem passada. Além disso, o perigo é maior, o ferro pode cair sobre a cama e queimar lençóis, edredom e colchão.

9) Passar roupa usada – A peça fica com um cheiro péssimo e ainda mais suja.

10) Sujar a roupa com o ferro – Muitas pessoas colocam mais água do que o ferro permite e, por isso, ela acaba vazando e molhando a peça.

FONTE: Bolsa de Mulher


Operação tira-manchas: primeiros socorros

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Veja como eliminar marcas de ferrugem, molhos, vinho, chocolate, entre outras.

lavar-roupa

Com algumas técnicas e truques é possível eliminar manchas difíceis nas roupas. A primeira lição contra qualquer tipo de mancha diz respeito ao molho antes da lavagem. “Para amolecê-la e até mesmo eliminá-la, deixar a roupa de molho é essencial”, garante Rejane Nascimento, gerente de treinamento da lavanderia 5 à Sec. Mas, atenção! “A roupa deve ficar de molho por mais ou menos 40 minutos. Prolongar o tempo não funciona, porque o efeito acaba”, esclarece. Para misturar na água, você tem duas opções: pode usar um alvejante de peróxido, geralmente utilizado nas lavanderias e indicado para tecidos de cor, ou alvejante de base clorada, que só pode ser utilizado em roupas brancas.

Além disso, quanto mais depressa uma mancha for tratada, mais facilmente vai sair. No entanto, não entre em desespero e saia jogando qualquer coisa em cima da roupa! Siga sempre as recomendações escritas nas etiquetas e nas embalagens de detergentes e removedores. E, mesmo sabendo direitinho como agir e qual produto usar naquela mancha, naquele tecido, não deixe de fazer um teste numa pontinha escondida da roupa para ver como vai reagir (se não vai manchar, desbotar etc).

Coloque um pano grosso, limpo e seco, do outro lado do tecido, não deixando a mancha escorrer para outras partes da peça. Aí é só limpar a mancha das bordas para o centro, esfregando delicadamente para não espalhar nem aprofundar a sujeira. Finalmente, não se esqueça de remover completamente o produto utilizado. E se nada do que você tentou até hoje resolveu o problema das manchas, conheça, agora, algumas receitinhas infalíveis contra as mais comuns.

Gordura (manteiga, óleo etc): éter, benzina, gasolina e querosene são ótimos removedores de gordura. É só embeber uma escova em uma das substâncias e esfregar delicadamente sobre a mancha. A benzina, por exemplo, serve para os tecidos não laváveis, como couro, e para os muito delicados. Manchas de gordura em tecidos de seda também podem ser retiradas com magnésia, esfregando-a na região e expondo-a ao calor do fogo, tomando cuidado para não queimar o tecido. Roupas coloridas, porém, não podem receber nenhuma dessas substâncias. Prefira, então, lavar a região manchada com sabão e água quente ou polvilhar um pouco de talco ou farinha sobre a mancha.

Você pode, ainda, recorrer a um removedor caseiro. Anota aí a receita: dissolva uma xícara de sabão em pó em amônia líquida até ficar com uma consistência espessa, adicione uma solução composta de quatro colheres de sopa de vinagre branco, quatro colheres de sopa de álcool retificado e uma colher de sal de cozinha e voi là. Mas, atenção: “Gordura quente não costuma ser removível, porque geralmente já queimou a fibra do tecido”, alerta a gerente de treinamento da lavanderia 5 à Sec.

Molhos: em geral, pode-se aplicar no local uma colher de sopa de detergente dissolvida em três colheres de sopa de água morna. Se a mancha for de ketchup ou mostarda, você pode combinar detergente com vinagre branco e esfregar até que ela suma. Já o molho de tomate pode ser retirado de duas formas: primeiro, tente detergente com água quente. Se não der certo, umedeça um pano em uma mistura de suco de limão e álcool e esfregue sobre a mancha. Depois, passe sabão e deixe a peça de molho com sabão de coco antes de enxaguar.

Chocolate: que mulher resiste a um chocolate? Mas, na mesma proporção do prazer, ele pode causar pânico ao manchar a roupa. No entanto, não se preocupe. Manchas de chocolate em lã podem ser retiradas com um algodão ou pano embebido em glicerina. Em tecido de algodão de cores firmes, passe álcool e, com água quente (mais algumas gotas de amoníaco), lave. Seda, náilon, fibra sintética ou lã fina também podem ficar livres das manchas de chocolate. Basta umedecer a região com tetracloreto de carbono e enxugar com uma toalha fazendo pressão, mas sem esfregar para não alterar as cores ou a textura do tecido. Repita a operação até que a mancha saia por completo.

Vinho: derramar vinho em roupa branquinha só vale em comercial de TV. Mas se aconteceu na vida real, não se desespere. Para o vinho for tinto, tente usar sal, farinha de mandioca ou polvilho – eles absorvem a mancha. Leite, segundo Cyntia Margarete da Silva, advogada, também dá resultado. “Deixe a peça de molho no leite puro e a mancha some!”, garante. Para manchas de vinho branco, você pode tentar o mesmo procedimento ou então mergulhar a peça em uma solução de ácido sulfúrico. Tecidos delicados, como lã e seda brancos, podem ser alvejados com uma solução de água oxigenada. Em tecidos de cor, tire a mancha de vinho com vinagre branco dissolvido em água. A solução também elimina manchas de cerveja e demais bebidas alcoólicas.

Café ou chá: passe um cubinho de gelo sobre a mancha e lave em seguida. Para manchas antigas, um pouco de glicerina líquida na parte afetada funciona. Água oxigenada 20 volumes também é um bom removedor desse tipo de mancha, inclusive para ser aplicado em sedas de cor firme. Já para remover manchas de tecidos de cores não firmes, passe sobre a região uma solução composta de álcool etílico e sabão, lavando com água fria. Mas se a mancha for de café com leite, aí a estratégia muda um pouco, porque essa mancha é mais insistente devido à gordura do leite. Para removê-la, passe água oxigenada ou benzina e lave.

Caneta esferográfica: de repente, você percebe que está toda riscada de caneta ou, pior, o tubo de tinta estourou e respingou na roupa. Calma! Passe um cotonete embebido em álcool ou sabão sobre a mancha. A professora Maria Lucia Alves Cavalieri recomenda, também, o leite morno. “É só ir despejando sobre a mancha de tempos em tempos até que ela suma. Geralmente leva uma hora”, diz. Caso ainda não tenha conseguido removê-la, tente aplicar um pouco de suco de limão.

Maquiagem: a gente leva um tempão se produzindo para perceber que, no final do processo, manchamos a roupa. Mas, para tudo dá-se um jeito. Se a mancha for deblush, espalhe sobre ela um pouco de álcool. Outra solução é colocar vaselina líquida e depois lavar. Também é possível remover esse tipo de mancha com um algodão embebido em éter. Se a mancha for de base de rosto, molhe-a com vinagre branco se a peça for de algodão. Se for de seda, o melhor a fazer é passar uma solução de água fria e água oxigenada de 20 volumes. No entanto, se o que borrou a roupa foi o batom, Rejane Nascimento, da 5 à Sec, recomenda utilizar acetona (somente em peças brancas!). “Nas coloridas, passe um cubinho de gelo para as fibras se abrirem e um pouco de detergente de cozinha”, diz. Você também pode usar vaselina ou um cotonete embebido em éter para retirar as manchas de malhas e algodão.

Perfume: linda, cheirosa e… manchada! Nada disso! Remova a mancha de perfume passando na região afetada uma solução de 4g de sulfato de sódio para cada 100ml de água. A tática serve para qualquer tecido, menos os sintéticos.

Mofo e bolor: as fibras sintéticas resistem ao bolor porque não são fontes de alimento para os fungos, mas os demais tecidos continuam sendo vítima deles. Se as suas roupas foram atacadas pelo mofo, tome muito cuidado, porque, ao tentar remover a mancha, o tecido pode ficar desbotado. “A solução é tentar retirar os fungos com um pano ou algodão embebido em sabão de pH neutro”, ensina Rejane Nascimento. Outra medida é aplicar vinagre branco e suco de limão para neutralizá-los. Deixe a peça ao sol por algumas horas e lave-a separadamente do resto das roupas. Se a mancha for antiga, coloque a peça em um balde de alumínio cheio de água com um pedaço de bacalhau cru. Deixe a mistura ferver até a mancha desaparecer. Mas, se a peça manchada for branca, você pode utilizar, ainda, outro artifício: duas colheres de sopa de água sanitária mais duas colheres de sopa de detergente ou duas colheres de sopa de vinagre num balde de água.

Mancha de ´guardado´: para clarear tecidos brancos de algodão ou linho, que, ao longo do tempo, adquiriram uma coloração amarelada, ferva-os por meia hora com uma colher se sopa de sal e uma de bicarbonato de sódio. Depois, enxágüe com água limpa diversas vezes. Para retirar o amarelado de Lycra branca, lave a peça com sabão líquido e, na última enxaguada, misture em um balde cheio de água uma colher de chá de fermento em pó. Aí é só espremer e deixar secar na sombra. Mas se o tecido manchado pelo tempo for seda, você pode deixá-lo novinho em folha despejando sobre a peça leite cru. Posteriormente, é só lavar com sabão líquido e deixar secando à sombra.

Ferrugem: a maneira mais comum de eliminar manchas de ferrugem é colocar suco de limão com sal sobre a área manchada e estender a roupa ao sol, repetindo o procedimento até a mancha desaparecer. Você pode tentar, ainda, colocar algumas rodelas de limão sobre a área afetada e, em seguida, passar a roupa com um ferro bem quente. Seguindo a dica do livro Sebastiana quebra-galho (Editora Record), também é possível passar leite azedo para eliminar a mancha.

Sanguea mancha de sangue sai facilmente com uma solução de água mais água oxigenada 20 volumes.

FONTE: Bolsa de Mulher


10 hábitos inteligentes para uma casa sempre limpa e arrumada

quarta-feira, 13 de maio de 2015

habitos-inteligentes-na-hora-da-limpeza

Quando se trata de limpeza e organização, toda mulher tem alguns costumes. Porém, é importante também prezar por alguns hábitos que deixem a casa sempre menos bagunçada, o que facilitará na hora de limpar e arrumar. Essas práticas podem e devem ser adotadas por todos que moram na casa e vão te ajudar a poupar tempo de faxina, confira.

1 – Cada coisa em seu lugar

Essa é uma regra de organização que pode ser usada para tudo. Quando usar um pente ou escova coloque de volta em seu lugar. Quando fizer limpeza, coloque tudo de volta no lugar. Desta forma, você evita ter que ficar arrumando tudo que está no meio do caminho antes ou durante a faxina.

2 – Tirem os sapatos

Mesmo quando os sapatos estão aparentemente limpos, eles ainda carregam impurezas e pó que vem da rua e dos lugares por onde passaram. Sem falar nos dias de chuva, em que os sapatos podem ficar cheios de lama.

Retirar os sapatos antes de entrar em casa além de evitar trazer bactérias para seu lar e ajuda a diminuir a sujeira do chão, fazendo com que sua faxina fique mais fácil e rápida.

3 – Use o aspirador e a vassoura a seu favor

Se você faz a limpeza uma ou duas vezes na semana, nos outros dias tente manter os cômodos limpos sem acumular sujeira fazendo algumas limpezas pequenas. Aspire ou varra um cômodo por dia e verá como a faxina ficará mais prática.

4 – Limpeza do banheiro durante o banho

Durante o banho, procure jogar água morna nas paredes para que a sujeira vá diminuindo aos poucos e nunca se acumule. Alguns produtos como condicionador de cabelo podem ficar grudados e são difíceis de remover quando secos. Por isso, jogue água nas paredes antes de deixar o box e remova cabelos que ficam no ralo para manter o local limpo.

5 – Mantenha as pias limpas e secas

Tanto a pia da cozinha quanto a do banheiro quando estão sujas dão a impressão de que a casa toda está suja. Por isso, sempre que usá-las, jogue um pouco de água corrente para remover a sujeira mais grossa e evitar o acúmulo de poeira ou restos de produtos e comida.

Fique atenta a restos de creme dental que ficam na pia do banheiro e restos de comida que podem se acumular e ficar grudados na pia da cozinha. Quanto antes forem removidas, mais fácil será de eliminar estas sujeiras.

6 – Comidas e bebidas só na cozinha

Evitem comer em outros lugares que não seja a cozinha ou sala de jantar para que seja mais fácil de enxergar a sujeira e limpar logo após a refeição. Comer e beber no sofá da sala, por exemplo, pode deixar alguns rastros que dificultam a faxina. Tenha o costume de sempre limpar o local onde comeu e sua casa ficará limpa por mais tempo.

7 – Nunca deixe a louça de hoje para amanhã

Deixar acumular a louça de um dia para o outro pode parecer muito tentador quando você esá cansada, mas além de chamar baratas, este hábito faz com que você demore mais na faxina. Lavando a louça no mesmo dia, você evita que os restos de comida sequem e fiquem duros nos pratos, talheres e panelas. Portanto: comeu, lavou.

8 – Cuidados na hora de cozinhar

Ter um capricho especial na hora de picar o tomate ou na hora de mexer o molho na panela são hábitos que evitam sujar sua cozinha. Tente não cortar alimentos ou mexê-los na panela de forma muito brusca para que estes não respinguem no fogão, na pia e na parede da sua cozinha. Caso isso aconteça, limpe imediatamente enquanto ainda está fácil.

9 – Fique atenta a pequenos acidentes

Alguns deslizes como deixar cair água na hora de molhar uma planta, deixar pingar água do cabelo no chão ao sair do banho e derrubar açúcar no armário ao abrir o pote são completamente evitáveis. Cuidado e carinho ao fazer as coisas em casa te ajudam a impedir estes pequenos acidentes que podem deixar sua casa toda suja.

10 – Oriente quem mora com você

Por fim, essas sugestões podem não adiantar muito se você segui-las, mas os outros habitantes da casa não o fizerem. Por isso, procure orientá-los e encorajar estes hábitos inteligentes. Assim, seu lar fica sempre limpo e arrumado e você gasta menos tempo sofrendo para remover a sujeira e organizar a bagunça.

FONTE: Dicas de Mulher


Saiba como usar os produtos de limpeza

terça-feira, 12 de maio de 2015

Conheça a função de cada tipo de produto de limpeza, onde e como podem ser usados.

conheca-produtos-de-limpeza

Os produtos de limpeza são ótimos aliados na hora de deixar a casa em ordem. Mas antes de usar qualquer tipo de produto, é necessário prestar atenção nas informações da embalagem para saber para que servem e onde podem ser usados de forma correta, sem correr o risco de danificar os objetos ou qualquer item da casa. Conheça as funções e saiba como usar os produtos de limpeza de forma correta para uma limpeza mais eficaz.

Água sanitária ou desinfetante

A água sanitária ou desinfetante tem a função de alvejante, que serve tanto para roupas como para limpar a casa. O produto pode ser usado para desencardir roupas, porém somente peças brancas, já que em contato com tecidos coloridos causa manchas definitivas. Para limpar a casa, a água sanitária tem a função de desinfectar o quintal, os pisos da cozinha e os azulejos do banheiro, principalmente dentro do box.

Álcool

O álcool é eficaz na limpeza de eletrodomésticos, espelhos, móveis de fórmica e peças de banheiro como vaso sanitário, pia e azulejos. O produto pode ser encontrado na composição com combinação de álcool e detergente ou em forma de gel, para evitar acidentes domésticos.

Para usar o álcool nos serviços domésticos, basta umedecer um pano limpo e passar sobre a superfície. Vale lembrar que antes de aplicar o produto direto no móvel ou aparelho eletrodoméstico é aconselhável fazer um teste em uma parte pequena ou escondia para conferir se não vai apresentar manchas logo em seguida.

Alvejante em pó sem cloro

Existem dois tipos de alvejantes: em pó e líquido, ambos sem cloro em sua composição. O alvejante em pó serve para tirar manchas de tecidos coloridos sem desbotar e esbranquiçar a peça. Já o alvejante líquido, serve para retirar manchas mais difíceis como batom, café, vinho. A forma correta de usar o alvejante é misturar o produto com água e deixar agir pelo tempo indicado na embalagem.

Desengordurante

Produtos à base de desengordurante, como já diz o nome, eliminam toda a gordura e mantêm os azulejos, piso e eletrodomésticos como fogão, pia, microondas, geladeira limpos e brilhantes, sem aquele aspecto engordurado e seboso.

Além de ser muito utilizado na cozinha, o desengordurante também pode ser eficaz para a limpeza do banheiro no boxe, azulejos, pia e até o chão. Para usar o produto de forma correta, basta aplicar com uma esponja do lado macio ou pano úmido sobre o objeto e em seguida finalizar com um pano seco para garantir mais brilho e limpeza completa.

Detergente

O detergente líquido é feito especialmente para lavar louças, mas também é eficaz na limpeza do piso de qualquer cômodo da casa, principalmente o banheiro, azulejos e peças como pia, box de vidro e vaso sanitário.

Além de possuir ação desengordurante, o produto também combate os germes, bactérias e mantém os utensílios domésticos mais limpos e brilhantes. Na hora de usar, de 2 a 3 gotas do produto, são suficientes. Use o lado macio da esponja para esfregar a região desejada e retire o produto com ajuda de um pano úmido ou até mesmo com água.

Limpa vidros

Assim como o nome já diz, o limpa vidros acaba com toda a sujeira e gordura nos vidros e espelhos de maneira eficaz. Para usá-lo de forma correta, basta borrifar o produto no vidro ou espelho que desejar e limpar com um pano seco e liso. Evite panos felpudos, pois soltam pelos. Faça sempre movimentos circulares para que a superfície não fique manchada.

Removedor

O removedor deve ser utilizado antes de encerar o chão, pois é eficaz para retirar a cera antiga dos pisos de cimento e assoalhos de madeira. O produto também serve para limpeza de tapetes e carpetes.

Para retirar a cera do chão, basta misturar ½ copo do produto com 5 litros de água. Com um pano umedecido no produto, aplique sobre a superfície e espere secar por alguns minutos. Já para limpar tapetes e carpetes, molhe uma escova de cerdas duras e médias em uma mistura do produto com água e escove o local até sair toda a sujeira.

Vinagre

O vinagre é ótimo não só para temperar alimentos como saladas entre outros segredinhos de cozinha, mas também pode ser um aliado poderoso hora da faxina. O líquido tem ação antibacteriana, e é multiuso, pois ainda serve como um ótimo desinfetante e neutralizante de odores. Ele pode ser usado na limpeza de vidros, espelhos, azulejos, monitor de computador e TV, paredes, armários, tapetes, copos e taças, eletrodomésticos. Além de ser livre de substâncias tóxicas, o vinagre é um produto barato.

FONTE: Dicas de Mulher


Como cuidar bem de plantas em vaso

sexta-feira, 08 de maio de 2015

Truques para cuidar das plantas em vaso e ter o verde sempre por perto.

flores-em-vasos

 

Para quem gosta de ter o verde sempre por perto, mas não dispõe de muito espaço, uma boa opção é cultivar plantas dentro de vasos. O uso de vasos além de acomodar as plantas, pode deixar o ambiente mais agradável e decorado.

Quando bem cuidadas, as plantas cultivadas dentro de casa crescem bonitas, saudáveis e têm ótima durabilidade. Mas para isso, é preciso tomar alguns cuidados. Confira dicas de como cuidar bem de plantas em vaso.

A escolha do local para as plantas é fundamental. Observe se a área escolhida fica próxima às janelas, já que a temperatura do ambiente, a luminosidade, o arejamento e o espaço são os fatores mais importantes para que as plantas se desenvolvam.

Os formatos e tamanhos dos vasos de planta também devem ser levados em conta. É preciso ficar atenta se o vaso não é “apertado” para a plantinha crescer bem.

Para a planta ter uma vida longa, é necessário controlar e verificar diariamente a irrigação da terra. E para evitar o apodrecimento das raízes e o solo encharcado, use um recipiente para escoamento da água embaixo do vaso, o conhecido pratinho.

Uma dica para checar a umidade da planta é inserir o dedo ou um palito no solo em certa profundidade. Se a terra aderir, é por que ainda não é hora de irrigar a planta.

O uso de adubo é outra dica de como cuidar bem de plantas em vaso que ajuda no fortalecimento e crescimento delas. Mas tudo que é usado em excesso, pode fazer mal, por isso não se deve exagerar nas quantidades de adubo.

De preferência, regue as plantas no período da manhã e evite molhar muito as folhas e flores. Lembre-se que cada tipo de planta necessita de uma quantidade diferente de água. Plantas como o cacto e as bromélias, por exemplo, são plantas mais resistentes à falta de água. Já o copo de leite, begônia, crisântemo e azaléa, são plantas mais sensíveis e exigem cuidados dobrados.

Cuide bem das suas plantas protegendo seu vaso da exposição excessiva de sol, retirando sempre as folhas secas, matinhos e mantendo livre das pragas.

FONTE: Dicas de Mulher


Como organizar e arquivar documentos em casa

segunda-feira, 04 de maio de 2015

Confira dicas úteis para manter os papéis importantes em ordem e saiba quanto tempo é preciso guardar cada documento.

como-organizar-e-arquivar-documentos

Quem nunca se viu procurando em um monte de papéis a nota fiscal de um produto que precisa ser levado para a assistência técnica? Ou gastando tempo e energia em busca da fatura do cartão que vence hoje e precisa ser paga sem falta? Pois é, são situações que estressam qualquer pessoa, mas que podem ser facilmente evitadas seguindo algumas dicas bastante úteis sobre como organizar documentos em casa.

O primeiro passo para organizar a papelada é separar por assuntos: contas, documentos pessoais, comprovantes, declaração de Imposto de Renda e assim por diante. Uma dica é usar pastas de cores diferentes para guardar os documentos. Identifique cada uma delas com etiquetas, você pode ter, por exemplo, uma pasta de “contas a pagar”, outra de “contas pagas” e uma destinada apenas para “documentos pessoais”.

Se as pastas tiverem divisórias, aproveite para ser mais específica e criar categorias para cada documento. A pasta “contas pagas” pode ser dividida em água, luz, cartão de crédito, condomínio, telefone, mensalidade escolar. Outra sugestão para as pastas com divisórias é arquivar, principalmente as contas, separando por mês.

Saber quanto tempo guardar cada documento é outra dica muito importante. Os recibos de aluguel, extratos bancários e contas de água devem ser guardados por cinco anos, o mesmo vale para IPTU e Imposto de Renda. Já multas, contas de energia elétrica, telefone e cartão de crédito precisam ser retidas por pelo menos dois anos, pois podem ser requeridas pelas prestadoras de serviço caso você precise fazer alguma reclamação, solicitar alguma revisão ou alteração.

Para documentos referentes ao lincenciamento e o seguro obrigatório do automóvel, o tempo é menor, pelo menos um ano. Papéis de seguros, seja de vida, do carro ou da casa, testamento e inventário da casa podem ser eliminados depois da renovação ou atualização.

No caso das notas fiscais de compras de valor alto, notas de produtos eletrônicos, contratos de assistência técnica ou garantia e do documento do carro, o correto é manter estes documentos bem guardados até que os itens sejam vendidos, doados ou percam a utilidade.

Uma sugestão é no final de cada ano rever toda a papelada para saber o que ainda vale e o que deve ir para o lixo. Ficar guardando papéis desnecessários só ocupa espaço e pode acabar atrapalhando na hora de consultar seus arquivos.

Depois de tudo separado e organizado, encontre um lugar para guardar os documentos em casa. Pode ser uma gaveta, um canto da escrivaninha, uma divisória armário ou usando caixas organizadoras. O importante é não descuidar da organização, mantendo a papelada sempre em ordem e as pastas em local de fácil acesso para não perder tempo quanto precisar de um documento.

FONTE: Dicas de Mulher



Center Pão I - Av. Mestra Fininha, 1252 - Jd. São Luiz - 3212.2661

Center Pão II - Av. João XXIII,990, Lj 2 - Edgar Pereira - 3223.6990

Center Pão III - Av. José Corrêa Machado, 580 - Todos os Santos - 3216.8987

Center Pão IV - Av. Donato Quintino, 145 - Cidade Nova - 3214.6717

Center Pão V - Av. Cula Mangabeira, 557 - Vila Guilhermina - 3222.6363