Posts com a tag ‘Páscoa’


5 cervejas especiais por menos de R$ 12 (cada) para a Páscoa

terça-feira, 11 de abril de 2017

Já fizemos um post sobre como harmonizar vinhos com pratos típicos da Páscoa por menos de R$ 50, agora você confere uma lista de cervejas que vão combinar com a Páscoa e não vão lhe custar mais que R$ 12 (cada)!

1. Áustria Summer Ale, garrafa de 500ml por R$ 11,99

Com gradação alcoólica de 5,1%, a Áustria Summer é surpreendentemente aromática e saborosa. Seu lúpulo tem origem na Austrália, tem amargor médio e combina perfeitamente com nosso clima quente, pois é muito refrescante! Harmoniza com saladas, frutos do mar e pratos levemente condimentados, uma excelente pedida para combinar com as iguarias da Páscoa.

2. Capitão Senra, garrafa de 600ml por R$ 11,90

Uma cerveja lager de coloração dourado, espuma cremosa e branca, produzida com lúpulos especiais (características excelentes para começar um bom papo). A Capitão Senra é ótimo para acompanhar os famosos tira-gostos como amendoins, castanhas de caju, batata frita, peixe frito, casquinha de siri, cheddar, acompanha muito bem uma salada de folhas e carnes assadas de frango, suínas, bovinas e linguiças.

Pesquisa confirma: uma cerveja deixa as pessoas mais sociáveis

5 mitos e 5 verdades da cerveja

Escolha do copo pode interferir no sabor de cervejas especiais

3. Backer 3 lobos Exterminador de Trigo, garrafa de 600ml por R$ 11,49

Com baixo amargor, a Exterminador da cervejaria Backer, é refrescante e levemente picante. Bebida ideal para acompanhar pratos leves, pouco temperados. Harmoniza com pão francês comum, batata frita, salsicha aperitivo, salada de folhas, salpicão, frango assado e frito, capivara, salsicha e linguiça de porco, chouriço, arroz e feijão, peixe frito.

4. Cerveja Colorado Appia, garrafa de 600ml por R$ 10,98 (preço promocional)

Colorado Appia é feita basicamente de água, cevada, trigo maltado, lúpulo e fermento ingleses, com processo de fabricação médio de 28 dias. Tem um sabor levemente adocicado, por receber mel de laranjeira em sua composição, deixando um aroma deliciosamente cativante. Harmoniza com ceasar salad, frango assado, lombo defumado, salsicha e linguiça de porco, arroz e feijão, comida mexicana e chinesa, camarão frito, caranguejo, atum, truta, peixe frito, lagosta, torta de limão.

5. Áustria Export Puro Malte, garrafa de 355ml por R$ 6,49

Cerveja típica da região de Dortmund, na Alemanha, essa cerveja de baixa fermentação é dourada, encorpada e apresenta amargor e sabor de malte inconfundíveis. Para que está se aprofundando no mundo cervejeiro, esta é ideal para despertar seus sentidos. Harmoniza com saladas, peixes e petiscos.

Você encontra todas estas cervejas na Center Pão Loja 1, Av Mestra Fininha, 1252 no Jardim São Luiz. As ofertas são por tempo limitado e sujeito a disponibilidade de estoque.

Fontes: Cervejaria Krug / Backer / Colorado 


Como dessalgar o bacalhau?

segunda-feira, 10 de abril de 2017

Para não ficar qualquer dúvida na hora de preparar o seu bacalhau, aqui vão algumas dicas para dessalgá-lo!

• DESSALGAR O BACALHAU IMEDIATAMENTE APÓS A COMPRA.
• É MAIS FÁCIL RETIRAR A PELE DO BACALHAU ANTES DE DESSALGAR E HIDRATAR.
• ENQUANTO ESTIVER DESSALGANDO, O BACALHAU DEVE SER COLOCADO DE MOLHO, COM GELO E DENTRO DA GELADEIRA.
• A ÁGUA DEVE SER TROCADA CONFORME TABELA ABAIXO.
• O TEMPO MÉDIO PARA DESSALGUE E A FREQUÊNCIA DA TROCA DA ÁGUA DEPENDEM DA ALTURA DAS POSTAS, SEMPRE NA PROPORÇÃO DE 2/3 DE ÁGUA PARA 1/3 DE BACALHAU.

Como dessalgar bacalhau

 


Bacalhoada Portuguesa à moda Brasileira

sexta-feira, 07 de abril de 2017

A Páscoa chegou e com ela a tradição de fazer uma bacalhoada. Que tal inovar com essa receita à moda brasileira?

Ingredientes

1,200 kg de bacalhau dessalgado, cozido e desfiado em lascas

2 tomates maduros, sem sementes cortados em tiras

1 cebola grande cortada em rodelas

½ pimentão verde cortados tiras

½ pimentão vermelho cortados tiras

½ pimentão amarelo cortados tiras

¼ xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço

2 colheres (sopa) de cheiro-verde picado

sal a gosto

½ kg de batatas médias sem cascas, cortadas em rodelas grossas e cozidas “al dente”

750 ml de azeite

cheiro-verde picado a gosto

3 ovos cozidos cortado em 4 partes

Modo de Preparo

Numa tigela coloque 1,200 kg de bacalhau dessalgado, cozido e desfiado em lascas, 2 tomates maduros, sem sementes cortados em tiras, 1 cebola grande cortada em rodelas, ½ pimentão verde cortados tiras, ½ pimentão vermelho cortados tiras, ½ pimentão amarelo cortados tiras, ¼ xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço, sal a gosto e misture.
Transfira para um refratário retangular (35 cm X 23 cm) untado com azeite coloque a mistura de bacalhau, alternando com ½ kg de batatas médias sem cascas, cortadas em rodelas grossas e cozidas “al dente” e regue com a750 ml de azeite. Leve para assar em forno médio pré-aquecido a 180°C, coberto com papel alumínio por +/- 40 minutos. Retire o papel alumínio e deixe por mais 10 minutos. Retire do forno, salpique cheiro-verde picado a gosto, distribua 3 ovos cozidos cortado em 4 partes e sirva em seguida com arroz branco.

Fonte: Mais Você / Gshow


O chocolate pode mesmo te deixar mais feliz, saudável e inteligente?

segunda-feira, 28 de março de 2016

chocolate-1

Não são poucas as citações na mídia sobre os benefícios do chocolate: desde uma uma vida mais calma até um coração mais saudável já foram atribuídos ao produto.

Alguns nutricionistas afirmam que comer chocolate amargo todo dia pode reduzir a pressão sanguínea e beneficiar o coração. Também dizem que pode evitar alguns tipos de câncer, derrames e até melhorar a memória.

A BBC fez uma avaliação das últimas provas a favor do chocolate e como seus efeitos podem ser comparados aos de algumas drogas.

O tipo importa?
“Atribuo todo meu sucesso essencialmente à grande quantidade de chocolate que consumo. Pessoalmente eu acho que chocolate ao leite te deixa estúpido… chocolate amargo é a chave.. É algo que, se você quer um prêmio Nobel de medicina ou de química, tudo bem, mas se você quer um prêmio Nobel de física, tem que ser chocolate amargo mesmo”, disse à Reuters Eric Cornell, que venceu o Nobel de física em 2001.

Infelizmente a escolha de chocolate provavelmente não fará muita diferença quando se trata do prêmio Nobel, mas fica a questão: o chocolate amargo é mesmo o melhor?

Os supostos benefícios do chocolate para a saúde e o cérebro são atribuídos, principalmente, aos antioxidantes encontrados no cacau. No entanto, pelo fato de o cacau ser amargo, frequentemente se adiciona leite e açúcar para fazer o chocolate, diluindo o conteúdo de antioxidantes.

Também é preciso lembrar dos problemas causados pelo consumo de grandes quantidades de calorias e açúcar.

Então a mensagem é: se você come chocolate, escolha o amargo, escuro. O ideal seria o que tem 85% de cacau ou mais, que tem menos gordura e açúcar que o chocolate ao leite.

C

C

Quais drogas o chocolate imita?
O cacau tem pequenas quantidades de alguns estimulantes que são encontrados em várias drogas legais e ilegais.

O “chocolatier” belga Dominique Persoone criou um um dispositivo que disparava cacau diretamente no nariz do usuário. Ele afirma ter vendido 25 mil unidades do dispositivo, que não era barato (45 euros, cerca de R$ 185), e a embalagem vinha com alerta sobre riscos do uso excessivo.

Parece pouco provável que o chocolate realmente imite os efeitos das drogas, mas ele possui algumas substâncias químicas presentes em algumas drogas.

1.Ópio
O chocolate pode afetar o cérebro de uma forma parecida com o ópio, reduzindo a dor e produzindo prazer, apesar de ser bem mais fraco.

Isso ocorre graças ao neurotransmissor encefalina. Estudos em ratos indicam que a quantidade de encefalina produzida quando se come chocolate é o bastante para criar um efeito suave e levar ao vício.

Apesar de especialistas acreditarem que isso também se aplica a humanos, ainda não há provas.

2.Amor
Chocolate tem grupo de alcaloides neuroativos também presentes na cerveja e no vinho

O cacau pode imitar o efeito do amor, segundo alguns especialistas, pois contem a substância química feniletilamina, liberada nos primeiros meses de um relacionamento.

Isso faz com que a pessoa sinta-se excitada e nervosa e pode funcionar como um antidepressivo.

Existem apenas pequenas quantidades da substância no chocolate e há dúvidas se ela permanece ativa quando o chocolate é ingerido. Portanto ainda não se sabe com certeza se a pessoa sente mesmo este efeito.

3.Maconha
O chocolate tem pequenas quantidades de anandamida, conhecida como a “molécula da felicidade”.

Este neurotransmissor atinge as mesmas estruturas cerebrais acionadas pelo THC, o ingrediente ativo da maconha.

No entanto, para ter um impacto substancial no cérebro, a pessoa precisaria comer vários quilos de chocolate, então não é provavel que o chocolate afete o humor da pessoa.

4.Álcool
O chocolate tem um grupo de alcaloides neuroativos conhecidos como tetrahidro-beta-carbolinas, que também podem ser encontrados na cerveja, vinho e outras bebidas.

Essas substâncias elevam nossos níveis de dopamina e serotonina – têm, portanto, um efeito no humor. E podem explicar o poder viciante do chocolate.

O chocolate, contudo, possui quantidades reduzidas de tetrahidro-beta-carbolinas e são necessárias mais pesquisas antes de podermos identificar o impacto no humor.

5.Café
O cacau tem cafeína e é possível encontrar um pouco deste estimulante no chocolate. Quando mais amargo o chocolate, maior a quantidade de cafeína.

Mas as quantidades de cafeína são mais baixas em todos os tipos de chocolate, incluindo o amargo, do que no café.

O cacau também tem teobromina, que produz um efeito estimulante quando combinada com cafeína.

Melhora o desempenho do cérebro?
Estudo publicado recentemente envolvendo cerca de mil pessoas descobriu a ligação entre comer chocolate – não importando o tipo – pelo menos uma vez por semana e uma melhora na memória e raciocínio abstrato.

Há razões para otimismo, mas a pesquisa não apontou categoricamente se comer chocolate foi a causa da melhora.

Em outra pesquisa recente, descobriu-se que uma substância química encontrada no cacau e no chocolate reduz a perda de memória relacionada à idade em adultos de 50 e 69 anos.

No estudo se descobriu que o antioxidante flavonol (uma classe de flavonoides) aumenta o fluxo sanguíneo para uma região do cérebro que promove a memória. Cientistas estão animados com a descoberta, pois é o primeiro indicador de que a dieta pode reverter o declínio na memória e também reduzir a perda da memória.

Depois de consumir bebidas enriquecidas com estes flavonois por três meses, o desempenho das pessoas neste grupo de idade em um teste de memória foi equivalente ao desempenho de pessoas várias décadas mais jovens.

No entanto, apenas comer mais chocolate não vai proteger a memória, pois métodos usados para processar o chocolate costumam remover a maior parte dos flavonois.

Uma barra de chocolate típica tem 40 mg destes flavonois, e a bebida usada na pesquisa continha 900 mg. Seria necessário comer quantidades enormes de chocolate para obter algum benefício.

E a saúde?
Acredita-se que os antioxidantes encontrados no cacau possam ter efeitos antiinflamatórios, melhorando o fluxo sanguíneo e diminuindo o risco de doenças cardiovasculares.

Algumas pessoas também afirmam que o cacau protege contra o câncer e reduz o estresse.

Mas há a questão da validade de estudos que ligam o cacau à diminuição da pressão sanguínea, e se há algum efeito para a saúde depois que o cacau é transformado em chocolate.

Em 2012, uma análise das melhores provas dos efeitos do cacau na pressão sanguínea concluiu que alguns produtos do cacau, incluindo chocolate amargo, diminuem levemente a pressão. A análise apontou, porém, a necessidade de mais comprovações.

“Se você está com um peso saudável, comer chocolate com moderação não aumenta o risco de doença cardíaca de forma detectável, e pode até ter algum benefício. Eu não aconselharia meus pacientes a aumentar o consumo de chocolate com base nesta pesquisa, particularmente se estiverem acima do peso”, disse à BBC o especialista independente Tim Chico.

Fonte: BemEstar/Gshow


O santo chocolate (realmente) pode turbinar o seu treino, sabia?

quarta-feira, 23 de março de 2016

Acrescentar essa delícia no seu cardápio pode, sim, melhorar o seu desempenho durante a atividade física.

C

Adicionar um pouco de chocolate amargo na dieta todos os dias pode melhorar a sua performance no esporte e aumentar a resistência. De acordo com um novo estudo de nutrição esportiva da Universidade de Kingston, na Inglaterra, o alimento ajuda a produzir mais óxido nítrico, o que gera a um aumento na vasodilatação e, consequentemente, melhora a oferta de oxigênio nas células. Resultado: maior desempenho durante os exercícios.

Isso acontece porque o cacau é rico em epicatequina, flavonoide que favorece a resistência muscular e a capacidade de recuperação do seu corpo. Quanto maior a porcentagem de cacau (80%, 70%, 60%), maiores serão os níveis da substância. A pesquisa, publicada em dezembro no Journal of the International Society of Sports Medicine, recrutou oito ciclistas do sexo masculino e pediu que eles consumissem um pouco de chocolate meio amargo todos os dias.

Contudo, antes de iniciar o estudo, os voluntários tiveram sua aptidão física e consumo de oxigênio analisados durante passeios moderados e rápidos em uma bicicleta ergométrica. Em seguida, os cientistas dividiram os participantes em dois grupos. Metade consumiu 40 gramas de chocolate amargo por dia. A outra parte recebeu 40 gramas de chocolate branco.

Para evitar o ganho de peso, os ciclistas foram orientados a substituir um dos seus lanches normais ou sobremesas pela dose de cacau. A dieta foi seguida durante duas semanas. Depois, os atletas retornaram ao laboratório para repetir os testes. Os resultados foram bem positivos: após as semanas de suplementação com o amargo, os ciclistas tiveram melhor desempenho nos testes físicos, em relação ao grupo que consumiu o branco.

Apesar de pequena a pesquisa, a informação reforça os benefícios do chocolate em uma dieta equilibrada. Rishikesh Kankesh Patel, um dos responsáveis pela publicação, acredita que essa é uma daquelas trocas que você pode fazer no seu dia a dia. No lugar do cookie, pode incluir pequenos pedacinhos da delíca – sem culpa.


Como fazer bolinho de bacalhau

segunda-feira, 21 de março de 2016

O bacalhau é um dos ingredientes mais emblemáticos existentes, possui origem interessante e uma versatilidade única.

bolinho-de-bacalhau

O bolinho é apenas um dos produtos do bacalhau, e esse famoso petisco português ganhou o paladar do Brasileiro. Preparar um bolinho de bacalhau perfeito é simples desde que se siga alguns detalhes importantes, como a qualidade dos ingredientes e a maneira correta de fritar.

Ingredientes

Para 30 bolinhos:

250g de Bacalhau Gadus Morhua

200g de batatas bintg ou roxa

1 cebola (roxa) – 2 dentes de alho

Salsinha a gosto

Noz moscada

2 ovos inteiros

Sal e pimenta do reino

Selecione os melhores ingredientes: não é exagero quando dizem que bons ingredientes são 70% de uma receita. A regra mais importante ao preparar uma comida de qualidade, é escolher produtos de qualidade.

O verdadeiro Bacalhau, que possui a melhor qualidade, é do atlântico da espécie Gadus Morhua. É fundamental entender essa questão do bacalhau e sua origem. O “bacalhau do porto” (nome muito usado aqui no Brasil), na verdade é da Noruega, mas é chamado assim por ser maior em relação aos outros, de alta qualidade e bem mais caro. Ao comprar um bacalhau, é importante certificar-se que o peixe está bem firme e seco, evitando ao máximo partes moles e úmidas.

Especificamente para esse bolinho de bacalhau, nada impede a opção por outra espécie (como o saithe), até mesmo pelo preço que no Brasil é bastante elevado. Mas saiba que a qualidade final não será a mesma.

 

 A Batata:  a escolha da batata correta é também essencial para o sucesso dessa receita. Existem no mercado vários tipos, que diferem por cores, tamanhos, e o mais importante: a quantidade de água em sua composição.

Para o nosso bolinho de bacalhau vamos utilizar uma batata com pouca água, o que tornará mais fácil na hora de dar formato ao mesmo, e não utilizaremos farinha de trigo, opção muito comum em receitas que compromete totalmente o sabor final. Portanto, quanto menos água melhor.

A proporção batata x bacalhau é um relevante detalhe. É muito comum encontrarmos bolinhos com excesso na quantidade de batata. Lembre-se: a proporção de batata nunca pode ser maior que a de bacalhau.

Modo de preparo

– Inicie o preparo dos bolinhos cozinhando as batatas inteiras até que estejam bem macias. Escorra assim que cozidas, retire a casca, e amasse para fazer um purê. Pese, e certifique-se que você possui 400g de batatas amassadas.

– Para o bacalhau, comece retirando a pele e os ossos maiores aparentes. Em uma panela com água fria, afervente-o e assim que já estiver cozido apenas o suficiente, retire e desfie.

– Como dessalgar o Bacalhau: caso você tenha comprado um bacalhau salgado, dessalgar é simples mas leva tempo. Coloque o bacalhau em um recipiente que seja possível cobri-lo com água. Adicione gelo, e deixe 2 dias na geladeira, trocando a água 2 vezes por dia. E não se esqueça, de sempre que trocar a água adicionar mais gelo, para manter o bacalhau sempre em uma agua bem gelada.

– Desfiando o bacalhau: uma técnica muito simples e rápida de desfiar o bacalhau (já cozido), é colocá-lo dentro de um pano limpo, e pressionar contra a superfície. Em poucos segundos o resultado será um bacalhau bem desfiado.

– Em um recipiente coloque as batatas amassadas, o bacalhau desfiado, a cebola e o alho bem picados e a salsinha picada finamente.

Em seguida, tempere com sal se necessário, pimenta do reino, noz moscada e junte os ovos por último. Leve para gelar para facilitar na hora de fazer as quenelles ou bolinhas.

– Fritando os bolinhos: não existe nada mais desagradável do que comer algo mal frito que está com excesso de óleo. Isso ocorre quando se frita a uma temperatura muito baixa, fazendo com que o bolinho fique muito tempo imerso no óleo.

fritando-bolinhos-de-bacalhau

Controle a temperatura do óleo de preferência com um termômetro. Consideramos 160 graus ideal, para que além de esquentar por dentro, fique também um bolinho “sequinho”.  Um óleo muito quente fará com que ele doure rapidamente, e se mantenha frio por dentro.

Lembre-se: não coloque muitos bolinhos para fritar ao mesmo tempo, pois diminuirá a temperatura do óleo.

– Frite com azeite: sim, é perfeitamente possível fritar com azeite, e o resultado é muito mais agradável e perceptível no sabor do que fritar com óleo. Se optar pelo óleo, use um de boa qualidade, como o de canola.

– Escorra os bolinhos em um papel toalha, para que absorva o excesso de óleo. Sirva acompanhado de um bom azeite, limão, ou da maneira que preferir.


Ovos de Páscoa sem culpa feitos de alfarroba

terça-feira, 08 de março de 2016

Uma novidade nessa Páscoa são os ovos sem açúcar, sem glúten e sem lactose da Carob House, feitos a base de alfarroba.

Na Center Pão temos três opções de sabor: Alfarroba Tradicional, Alfarroba com Coco e Alfarroba com Banana.

Pascoa-sem-culpa-ovos-a-base-de-alfarroba-1

Abaixo você confere uma matéria do Bem Estar sobre os benefícios do Ovo de Páscoa de Alfarroba.

ovo-alfarroba

Existem no mercado ovos de Páscoa sem açúcar, sem glúten e sem lactose. Segundo os nutricionistas, essas opções são especialmente interessantes para pessoas que têm algum tipo de restrição alimentar, já que a presença desses ingredientes por si só não é considerada prejudicial.

O cacau pode ser substituído por um ingrediente de sabor semelhante e com propriedades nutricionais interessantes: a alfarroba. Trata-se de uma vagem cuja polpa é torrada e moída e serve como base para uma massa parecida com o chocolate. “A alfarroba tem mais fibras, boas quantidades de vitaminas e minerais e, quando comparado com o chocolate, tem menos açúcar e menos gordura”, diz Cátia Medeiros, nutricionista.

O açúcar natural dessa vagem é maior do que o açúcar presente no cacau, o que dispensa a inclusão de adoçantes na fabricação. O produto também não contém glúten, nem ingredientes de origem animal, como leite. O “chocolate” de alfarroba não tem os estimulantes presentes no chocolate tradicional, como a cafeína e a teobromina.

Fonte: Bem Estar/G1


Os benefícios do bacalhau para a saúde

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Peixe tradicional da época reduz o colesterol ruim e ajuda na prevenção de doenças cardiovasculares e câncer

Bacalhau-com-todos_large

O bacalhau é o prato principal da Páscoa, tão tradicional como a troca de ovos de chocolate. A escolha pelo peixe tem origem católica.

Mesmo para os menos religiosos, no entanto, o bacalhau é presença garantida nessa comemoração. Saboroso, com alto valor nutritivo e de fácil digestão, o peixe também é rico em minerais – como o ferro e fósforo –, vitaminas A, E e D e tem colesterol quase zero.

Além disso, esse alimento contém ômega-3, importante para diminuir o LDL (o colesterol ruim) e triglicerídeos e para aumentar o HDL (o colesterol bom), além de ser importante na prevenção e controle de doenças cardiovasculares, câncer, aterosclerose, hipertensão e desordens inflamatórias e autoimunes. O bacalhau também tem ômega-6, ácido graxo essencial para o sistema imunológico.

A cada 100 g são aproximadamente 350 calorias, 81 gramas de proteína e 50 mg de cálcio (o que, de quebra, ajuda a fortalecer os ossos).

Cuidados

Apesar de todos os benefícios, é importante lembrar que a versão assada é sempre mais saudável do que a frita. E atenção, hipertensos: bacalhau é rico em sódio. A mesma porção de 100 gramas contém 2.087mg de sódio, mais do que as a quantidade máxima indicada para ser consumida em um dia inteiro – 2 mil mg.

“Todo esse excesso pode causar retenção de líquidos”, alerta a nutricionista Bruna Murta, da rede Mundo Verde. Por isso, o peixe é prejudicial também para quem tem insuficiência renal, já que seria necessária a ingestão de mais água para eliminar o sódio em excesso.


Petit gateau com recheio de caramelo: receita de micro-ondas leva só 30 segundos

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

A melhor maravilha do mundo moderno é poder saciar uma vontade de comer doce o preparando em 30 segundos. Tá bom, 30 segundo de cozimento e antes, mais uns 30 segundos para misturar a massa, e pronto!

petit-gateau-recheado-caramelo

O petit gateau é uma ótima alternativa para acompanhar sorvetes ou, por ter seu recheio cremoso, pode receber apenas algumas frutas de acompanhamento.

Receita de petit gateau de micro-ondas

Ingredientes

  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo com fermento ou uma pitada de fermento em pó
  • 3 colheres de sopa de cacau em pó
  • 4 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 1 ovo batido
  • 1 colher de sopa de óleo vegetal
  • 1 colher de chá de baunilha
  • 3 colheres de sopa de leite
  • caramelo (que pode ser substituído por doce de leite)

Rendimento: 2 bolos individuais

Modo de Preparo
Agregue todos os ingredientes pela ordem da receita e mexa delicadamente até formar uma massa bem uniforme. Coloque uma colherada de caramelo ou doce de leite bem no centro da massa e leve para assar por 30 segundo no micro-ondas. E está pronto!


Chocolate ao leite também faz bem ao coração, aponta estudo

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Novo estudo reafirma benefícios do chocolate e desmitifica o fato de que só o tipo amargo seria responsável por reduzir riscos de derrame ou doenças cardíacas

chocolate-ao-leite

Mais um estudo científico foi divulgado para fazer a alegria dos chocólatras. Pesquisadores da Universidade de Alberdeen, na Escócia, revelaram que ingerir chocolate diariamente, em quantidades moderadas, reduz em até 25% a probabilidade de doenças cardiovasculares. E não precisa ser apenas do tipo amargo, com maiores quantidades de cacau. A grande novidade do estudo foi o levantamento dos benefícios do chocolate ao leite.

De acordo com a pesquisa, o grau de pureza do chocolate, seja com mais ou menos leite, não faz tanta diferença. O resultado indica que não só os flavonoides(encontrados no cacau), mas também outras substâncias relacionadas aos componentes do leite, como o cálcio e ácidos graxos, podem proporcionar aredução dos riscos de doenças do coração e do sistema vascular.

O estudo monitorou os hábitos alimentares de mais de 20 mil pessoas, de meia-idade até idosos. Em comparação com aqueles que não comeram chocolate, quem ingeriu uma pequena barra por dia reduziu em 11% o risco de doença cardiovascular e teve 25% menos risco de morrer por ataques do coração ou acidente vascular cerebral.

O resultado da nova descoberta sobre os benefícios do chocolate foi divulgado na revista Heart, suplemento que faz parte da conceituada publicação científicaBritish Medical Journal. Mas os pesquisadores são cautelosos e alertam que ainda não há provas de que o chocolate faça alguém ficar realmente mais saudável. Os médicos que acompanharam a pesquisa lembram que o alimento tem potencial para aumentar o peso, o que pode levar a outros problemas de saúde.

O estudo acompanha o impacto da dieta sobre a saúde a longo prazo de cerca de 20 mil homens e mulheres. E a conclusão dos pesquisadores é de que, para quem tem um peso saudável, comer chocolate com moderação não aumenta o risco de doenças cardíacas e pode até trazer alguns benefícios.



Center Pão I - Av. Mestra Fininha, 1252 - Jd. São Luiz - 3212.2661

Center Pão II - Av. João XXIII,990, Lj 2 - Edgar Pereira - 3223.6990

Center Pão III - Av. José Corrêa Machado, 580 - Todos os Santos - 3216.8987

Center Pão IV - Av. Donato Quintino, 145 - Cidade Nova - 3214.6717

Center Pão V - Av. Cula Mangabeira, 557 - Vila Guilhermina - 3222.6363